O ano de 2015 entrou nos seus últimos dias e, assim como ele, meu desafio também. Eu comecei o ano perguntando se dava para viver sem produzir lixo e passei todos os dias desse ano buscando alternativas para uma vida assim. Sim, dá para viver sem produzir lixo (desse que vai para o aterro sanitário), mas o caminho é longo e com alguns desafios mais desafiadores. Eu ainda produzo lixo (apesar da maioria das pessoas que falam de mim, falem que não produzo há um ano, não é verdade!) que vai pro aterro sanitário: o papel higiênico e agora o jornal com xixi e coco da Filózinha (por enquanto, não tenho o que fazer sobre esse segundo).

Eu acabei entrando num mundo incrível de consumo consciente, de menos lixo, de alternativas naturais, de mais respeito com o meio ambiente e com a gente mesmo. Essa jornada de descoberta foi e tem sido maravilhosa e eu não poderia estar mais feliz!

A gente desconstruiu a noção de que para ser sustentável, é preciso ser hippie, ir morar em uma fazendinha e usar tye-dye. Nada contra quem queira fazer isso, quem faça isso, mas precisamos de soluções que caibam no dia-a-dia das pessoas urbanas, que moram em cidades, em apartamentos, em grandes centros, que trabalham várias horas, que não podem (ou não querem) largar tudo. Precisamos reduzir o nosso impacto com soluções que todos possam fazer e não assumir um derrotismo de se não posso ir morar num sítio, não tenho no que ajudar. Aprendemos que temos, e muito: compras a granel, ter uma composteira em casa, trocar os descartáveis pelos reutilizáveis, ter um coletor menstrual, cosméticos naturais e feitos em casa, reduzir, reciclar, reutilizar, repensar.

A gente percebeu também que é um caminho eterno de trocas e ressignificações. Começa pelo guardanapo de pano e quando você vê, não está mais comprando roupas de fast-fashion. Não dá pra falar de lixo zero sem pensar na cadeia de cada produto que consumirmos.

E acho que uma das coisas mais importantes é que aprendemos que a calma é necessária para evitar frustrações. Não dá pra fazer tudo de uma hora para outra, mas cada pequena mudança é necessária e tem seu tempo para acontecer. O sabão em pó natural só vai aparecer quando o antigo acabar, para não gerar ainda mais desperdício. Não à toa eu ainda tenho um limpa-vidros aqui em casa, quase no fim (digamos que limpar vidros não é algo que eu faça com frequência, rs). A gente precisa entender que cada passo faz diferença e cada um tem seu tempo, o importante é começar a fazer.


Um passo de cada vez
A primeira coisa que fiz foi olhar pro meu lixo e ver o que diabos tinha lá dentro. Onde é que eu gastava mais lixo. E reconheci que fora de casa era um dos principais problemas. Aí eu bolei um kit de coisas para ter sempre na bolsa que iriam me salvar de produzir tanto lixo. Nele tem: talheres, guardanapo de pano e um copinho retrátil.


Duas das primeiras compras que fiz foram: a composteira doméstica e o coletor menstrual. Com a primeira, parei de jogar o lixo orgânico fora do pior jeito possível: em saquinhos plásticos, direto para o aterro sanitário. Esse lixo contamina, dáo mau cheiro característico e se degrada da pior forma. A segunda me fez parar de jogar no lixo os absorventes íntimos: uma mistura de algodão quimicamente tratado, plástico, papel, adesivo, cola, etc. 100% não-reciclável. Com o coletor menstrual, parei completamente de usar e precisar desses.


Depois disso comecei a ir atrás de lugares para comprar a granel. Comecei a comprar várias coisas, de arroz à castanhas. Hoje em dia, quase tudo que compro é em feiras e lojas a granel. Já quase não comprava industrializados, mas agora é quase zero.


Aprendi a fazer alguns cosméticos, descobri marcas mais naturais, sem tantos químicos - e aprendi o problema desses químicos também. Parei de pintar as unhas, uso só xampu em barra no cabelo e muitas máscaras de argila pro rosto. E aprendi como limpar minha casa só com vinagre, bicarbonato e sabão de coco!

O ano que vem
Ao longo desse ano, as coisas que mais incomodaram e que não consegui comprar sem embalagem foram: coisas pra casa tipo lâmpadas (tive que comprar várias coisinhas e ainda preciso, porque me mudei e faltam várias coisas aqui em casa), vinagre (testei uma receita do de maçã mas não ficou tão ácido, quero ver se melhoro e compro menos), cerveja (atualmente um dos principais responsáveis pelo lixo reciclável aqui de casa), azeite de oliva, morangos e cogumelos frescos (só acho embalados em bandejas de isopor), geleia e coisas pra passar no pão (minha maior dificuldade em produzir essas coisas é não saber receitas boas, vai ser um dos desafios futuros), ração pra Ninoca e pra Filó, areia da Ninoca, café.

Bom, como vocês devem imaginar, não, eu não vou "voltar ao normal". Acho que isso nunca vai acontecer, aliás. É um processo longo, mas duradouro de consciência e aprendizado. Pretendo intensificar a vida lixo zero, como finalmente instalar a ducha higiência para não precisar mais de papel higiênico! Vou fazer outro post com metas que ainda não defini e a gente volta a conversar, tá?

Pra finalizar, eu queria agradecer a todos os comentários aqui, no facebook, no instagram, os emails, as mensagens via inbox. Vocês são incríveis, mesmo mesmo, tanto que uma amiga já disse que somos o oásis da internet, sem comentários hater, só com dicas maravilhosas e sentimentos bons. Obrigada pela companhia, pelo suporte e continuem vindo aqui porque tem muita coisa nova pra acontecer :)

42 comentários

  1. Adorei conhecer seu blog, minha meta para 2016 é produzir menos lixo. Já tenho práticas nesse sentido, mas quero turbina-las ao máximo possível, o planeta agradece, né? Abç!

    ResponderExcluir
  2. sobre a ração do dog, existem vários sites que falam sobre alimentação natural ao invés de ração! pode ser que ajude.
    vai ser um dos meus desafios para 2016 :)

    alguns links:
    http://www.cachorroverde.com.br
    http://www.blogdocachorro.com.br/receita-de-comida-caseira-para-cachorro/

    ResponderExcluir
  3. Alimentação natural para cachorros é tudo! Minha filhote tem 4 meses e quando era mais novinha, tinha problemas intestinais, vomitava com frequencia, diarréia. Comecei com a alimentação natural e resolveu tudo! Sem contar que ela adora, devora a carne mas é apaixonada por cenoura, beringela, batata doce, espinafre... hahahah <3
    Vale a pena você tentar, viu? Recomendo demais o site Cachorro Verde :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu conheço o site e a AN, gente! :) Mas por enquanto não consigo fazer a alimentação natural pra duas com meu congelador, que é super pequeno (entre outras coisas). Mas é uma coisa que queria conseguir.
      (inclusive, spoiler: vai ter uma série de posts sobre cuidados naturais com cães e gatos e vai ter cachorro verde <3 hehe)

      Excluir
    2. Parabéns, sigo nesse caminho. Sempre tentando. E muita coisa, conseguindo!

      Excluir
  4. Cristal vc está de parabéns. Esse seu projeto está inspirando muita gente a mudar seus hábitos, inclusive eu. Espero que vc continue compartilhando suas experiências conosco. Forte abraço!

    ResponderExcluir
  5. Você é uma inspiração para mim. Estou mudando para Florianópolis em 2016 e vou usar todas as suas dicas. Pretendo que o desafio da uma vida sem produzir lixo seja meu também. Gratidão por me mostrar que é possível, por me fazer por em movimento um desejo antigo de meu coração. Feliz 2016.

    ResponderExcluir
  6. Cristal,

    descobri seu blog no Um Ano Sem Zara e adorei sua iniciativa. Me fez pensar bastante sobre minhas práticas e acho muito importante sua divulgação com o blog.

    Você conhece a Raíza que tem um programa no GNT chamado Rainha da Cocada e um canal no YouTube chamado Dulce Delight? Ela faz receitas de confeitaria sem produtos industrializados. Outro dia a vi fazer uma receita super simples de geléia de morango que consistia basicamente em amassar os morangos em uma panela, depois adicionar açúcar e deixar cozinhando.

    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jéssica!
      Sim, fazer geléia é simples, mas as frutas que mais gosto (como morango) eu não acho sem embalagem. Vou ter que redescobrir os sabores de geleia :) Mas obrigada pelo comentário, vou ver se ela tem outras dicas também!

      Excluir
  7. RECEITA DE AREIA DE GATO ECOLÓGICA:
    http://gatinhobranco.com/?p=3035

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa receita é legal, mas usa jornal e receio que no meu caso iria entupir o vaso pra jogar fora. A que uso vem embalada, mas é biodegradável como já falei aqui no blog :)

      Excluir
  8. Parabéns, Cristal! Conhci seu blog há pouco tempo, por meio do UASZ, e estou amando dede então. Eu ja tento diminuir minha pegada há um tempo, mas ainda tejho um caminho longo a percorrer, e estou aprendendo muito com você entodos que compartilham suas experiências aqui. E me dá ânimo ver que há tanta pessoas com essa consciência! Obrigada!

    ResponderExcluir
  9. Que texto maravilhoso!! Conheci seu blog hoje através do insecta shoes, aí venho e me deparou com esse texto... Nuss parabéns!!! Tb quero repensar sobre o consumo en 2016, será uma das minhas metas!! Feliz ano novo!!!

    ResponderExcluir
  10. Ah, eu virei sua fã. Olho no blog toda semana pra ver os links imperdíveis. Você me inspirou muito! As asmudanças pra ter uma vida mais sustentável também tem acontecido devagarinho pra mim.

    ResponderExcluir
  11. Cristal, seu blog é uma inspiração! Parabéns (e obrigada) por tudo! <3

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Cristal,
    Acho tudo o que vc está fazendo uma inspiração. Já te vi no ónibus e sempre lembro do blog.
    Faço algumas coisas para reduzir o lixo que produzo. Comecei com pequenas coisas, mas ainda não consegui ir além.
    Pelo menos é um começo!
    Bjs e ótimas descobertas nesse teu caminho em 2016!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, que engraçado você já ter me visto! :)
      Obrigada <3

      Excluir
  13. Cristal!
    Seu blog tem me inspirado muuuito muito!
    Obrigada, de coração!

    ResponderExcluir
  14. Oi Cristal!

    Gratidão por todas as informações! Eu estou nesse caminho a pouco tempo e fico muito feliz o em descobrir seu blog! Eu li que você ainda da ração para os seus cachorrinhos, bem, quem sabe eu posso te ajudar nessa te passando esse site: http://www.cachorroverde.com.br/ Abçs e gratidão!! Rafaele Andrade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi :) Obrigada <3
      Eu já conheço o Cachorro Verde, já falei ali em cima que em breve vamos ter posts especiais pra cães aqui.

      Beijo!

      Excluir
    2. oi Cristal,
      sou uma fã do cafezinho matinal e ñ abro mão dele.
      a pouco tempo ganhei d um amigo um moedorzinho de café super bom ,d madeira e tals...
      agr eu compro grãos d café a granel e faço o pó na hr

      Excluir
  15. Cristal estamos nessa mesma tentativa! Trabalho com lixo nos mares e é incrível ver como produzimos lixo. Vamos continuar melhorando na tentativa de produzir o mínimo possível.Amo seu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rebeca!
      Que legal, que projeto que você trabalha? Conta mais :)

      Excluir
  16. Quanta inspiração <3 Tenho algumas dicas para o que não conseguiu esse ano: em algumas lojas de material de construção conseguimos comprar lâmpadas sem embalagem, eles embrulham mo jornal para vender, é só pedir para não fazerem; a cerveja, pra quem gosta de artesanal, pode fazer algum tipo de acordo com alguma cervejaria local para reutilização dos mesmos cascos, ou utilizar apenas cervejada garrafas retornáveis, já ajuda; os cogumelos agora a gente tem a opção de cultivo em casa, existem algumas marcas que já vendem com eles cultivados, é só continuar a cuidar; quanto aos acompanhamentos do pão, sempre faço geléias de laranja e goiaba, bem simples mesmo, só com a fruta e o açúcar orgânico e faço também cream cheese do iogurte que faço em casa ou compro queijo Minas frescal e manteiga de um produtor local(recipientes retornáveis); a ração das fofuras você pode comprar à granel em casas especiais para pet e o café também já comprei a granel em grãos, mas é bem mais difícil de achar... Espero ter ajudado, pois você já me ajudou muito.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Iara! Obrigada pelas dicas <3
      Eu já conhecia a maior parte das opções, mas ou não acho aqui na minha cidade ou não acho o produto em si.
      Os cogumelos param de dar depois de poucas florações, a ração a granel nunca é a que dou pras bichinhas, o café eu nunca consegui achar a granel :( Mas seguimos tentando achar o melhor de todos os mundos <3
      Hoje mesmo vou fazer a minha primeira geleia/doce ;)
      Beijo!

      Excluir
  17. Parabens pelo blog!

    Uma dica para cerveja é começar a produzir você mesmo sua cerveja, isso muitas pessoas que fazem isso e não é tão dificil quanto parece.

    Continue assim!
    Glauber

    ResponderExcluir
  18. Querida, areia higiênica aqui substituímos por farinha de mandioca. É a melhor coisa que existe, além de ser infinitamente mais barata e dar pra comprar de quilos, evitando um monte de embalagens plásticas.
    Ela não deixa cheiro e o xixi vira uma gominha, tipo uma tapioca.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Só vi seu post de final de ano agora, é que estava na correria de organização das minhas sonhadas férias kkk
    Conheci seu blog ano passado. E vou ser sincera não sei se um dia chegarei ao ponto de produzir tão pouco lixo, mas aprendi tanta coisa por aqui.
    E se tornou impossível não olhar com “aquele” olhar para tudo a minha volta. Tipo, escovando os dentes eu penso, precisa mesmo gastar tanta agua potável? Ver lá a agua jorrando. E se a gente usar um copinho?
    Aliás a coisa da agua jorrando, do método agua na torneira é algo sobre o qual penso muito, pois o método em si propicia sempre desperdício.
    Ou o copo descartável, até minha mãe agora tá na onda do copinho na bolsa rs, ou os cosméticos, nossa como me aflige aquele mundo de embalagem sendo jogada fora, e outras chegando.
    E tem também a coisa das roupas, ahh as roupas, minha forma de consumir agora é pensando na vida útil da roupa (a maior possível) e em incentivar a economia local, e claro não contribuir com trabalho escravo.
    Acho que deu p entender né? Kkkk
    Ahh testei bicarbonato como desodorante e pelo menos em mim o desempenho foi muito superior a um desodorante convencional.
    Desculpa o comentário gigante. Mas gosto mesmo desse cantinho e acho muuuito legal essa de desmistificar que para pensar no meio ambiente tem que se enquadrar num estereótipo.
    Bjuuuus

    ResponderExcluir
  20. Gratidão por todas essas dicas, receita e por não desistir! O caminho é sempre tentar reduzir ao máximo o impacto negativo que geramos no nosso planeta! Força e seguimos na batalha! =)

    ResponderExcluir
  21. Você provavelmente já ouviu falar mas a lush é uma empresa sensacional de cosméticos naturais e vendem produtos sem embalagem. Os itens sólidos vem enrolados em um papel e os líquidos vem em embalagens plásticas que podem ser retornadas a loja. Eles também têm um política que devolvendo 5 embalagens plásticas de uma certa linha de produtos para o rosto você ganha um de graça

    ResponderExcluir
  22. cara, vontade de te dar um abraço! e agradecer muito por me inspirar a continuar nesse caminho mais sustentável e de equilíbrio com a natureza (e cmg mesma)! vida longa ao projeto :)

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  24. Amor, geléia é só fruta + açúcar. Você pode adicionar alguns condimentos depois, como mel, canela, cravo, gengibre...

    ResponderExcluir
  25. Adorei seu blog e admiro muito a sua coragem e disposição de fazer diferente! Parabéns!!! Quando crescer, quero ser igual a você <3
    Eu tenho 2 gatos e comecei a usar uma areia que é feita de flocos de madeira de reflorestamento, que pode ser jogada no vaso sanitário (não sei se isso de jogar no vaso é terrível, ou se é ok do ponto de vista ecológico).
    Talvez essa seja uma boa solução para você!

    :*

    ResponderExcluir
  26. Tenho uma dúvida sobre o sabão de côco. Todos eles são 100% naturais e biodegradáveis? Como posso saber?

    ResponderExcluir
  27. Oi Cristal!

    Primeiro queria dizer que vc é uma inspiração diária! Tenho aprendido muito com seu blog... E mudado minha vida!

    Gostaria de saber se vc tem alguma dica para o descarte correto de maquiagem. Não consigo encontrar nada que me ajude!

    OBRIGADA!

    ResponderExcluir
  28. venho acompanhando o blog tem um tempo, mas não tinha visto essa postagem. eu tenho um blog de comida e em um dos posts eu ensino a fazer manteiga. caso te interesse: http://www.ohblackbird.com.br/2015/10/leite-creme-de-leite-manteiga.html
    tem receita de geleia lá também. (;

    ResponderExcluir
  29. sugestões para passar no pão sem uso de embalagens que eu faço: comprar manteiga a granel na feira, fazer maionese caseira, fazer em casa patês de beringela, hommus e guacamole e colocar em potes de vidro, reutilizando.

    ResponderExcluir
  30. já tentou fazer homus? deixa o grão de bico no molho por 12h/uma noite, descarta a água, cozinha na pressão (ou não, dá pra fazer crudívoro). bate no liquidificador com temperos (hortelã, cebolinha, salsa, sal, cominho) e tahini (óleo de gergelim, dispensável se não quiser comprar a lata). tcharã! dura uns 3 dias na geladeira. outra receita legal é babaganoush!

    ResponderExcluir
  31. Olááá! A ração você pode comprar à granel. O café também, vc encontra em feiras ou mercadinhos menores. Compra um moedor pra moer o café em casa! Ah, vc pode fazer patê e homus no lugar de geléia. Homus de grão de bico com cebolinha, salsinha e temperos; maionese caseira temperada; e diversos outros sabores, além de conservas, como de beringela (adoro) :D

    ResponderExcluir