Esse foi um dos tópicos que mais li sobre na internet pra saber o que fazer e que mais me perguntam também.

Em muitos outros países as pessoas simplesmente jogam no vaso, como a Lauren e a Bea. Aqui no Brasil quase ninguém faz isso. De acordo com vários sites e lugares (aqui e aqui), o ideal seria jogar no vaso quando se tem tratamento de esgoto, e no lixo comum se não tem tratamento de esgoto. O resumo é que o papel se dissolveria rápido suficiente pra não entupir o encanamento, vira matéria orgânica e vai ser tratado com o resto do esgoto. Mas, se não há tratamento, a contaminação da água seria pior que empilhar os papéis num aterro, onde ele leva cerca de 20 anos pra se decompor.

O difícil é que aqui no Brasil, de acordo com uma pesquisa do IBGE de 2008 (a mais recente) só temos rede de tratamento de esgoto adequada em 55% dos municípios do país. Ou seja, quase metade do país não trata o esgoto e joga direto na rede fluvial ou mar. Além disso, nossa rede de encanamentos não é adequada porque não foi pensada para isso e tampouco os papéis que usamos, que não se dissolvem facilmente. Ou seja: essa não é uma alternativa pra maioria das pessoas que não pode fazer seu encanamento e ter um tratamento adequado de esgoto em casa.

Pensei em colocar o papel na composteira no começo do projeto, mas desisti porque na vermicompostagem (a com minhocas e que eu uso) o composto não é esterilizado porque o processo não acontece com calor. Nesse caso, as bactérias patogênicas que vivem na gente e estão no papel poderiam sobreviver e nos contaminar, caso a gente usasse esse húmus pra plantas comestíveis. Por isso essa não é a melhor alternativa pra quem mora em apartamento também.



Então cheguei a conclusão de que ao invés de lidar com o papel depois de usá-lo, seria melhor parar de usá-lo. Instalei uma ducha higiênica no banheiro e me lavo toda vez que vou ao banheiro. Para me secar, uso toalhinhas de bunda como a gente chamou lá no Instagram. Vou colocando pra lavar conforme vai sujando (não suja tanto porque a gente se lava com a ducha) e uma vez por semana lavo tudo na máquina com meu sabão líquido natural.

Parece simples e fácil, né? Também é recomendado por ginecologistas, lavar ao invés de usar papel. ;) Ou seja, menos lixo ruim e mais saúde. Além de economizar o dinheiro do papel.


E se eu morar em casa?



  1. Você pode continuar usando papel higiênico e jogar ele no vaso se seu encanamento suportar. Mas o ideal é fazer isso se você tiver algum tipo de tratamento de esgoto (seja ligado na rede municipal, seja alternativo).
  2. Também dá pra fazer uma composteira e colocar o papel lá. Mas aí, nesse caso, você precisa fazer em um lugar que pegue muito sol (pode ser enterrado ou dentro de um pote/tonel escuro). O calor vai esterelizar o composto e ele poderá ser usado em hortinhas com segurança. É a mesma lógica dos banheiros secos.


E se eu morar em apartamento?


  1. Eu não recomendo jogar no vaso sanitário, porque em prédio os encanamentos geralmente são mais fáceis de dar problema. Além de não ser sustentável como falei ali em cima.
  2. Ou você faz como eu e para de usar o papel, instalando a ducha higiênica.


Ufa! Problema resolvido :)

Eu demorei um tempão pra fazer esse post porque depois que troquei os xampus pelos naturais e sólidos, fiquei sem usar condicionador e sem sentir a menor falta deles por um bom tempo. Muita gente que para de usar os xampus convencionais – cujo primeiro ingrediente é o Lauril Sulfato de Sódio – percebe um cabelo muito menos ressecado em pouco tempo. Isso acontece porque sem usar xampus agressivos, a oleosidade natural não se perde e os fios não são tão agredidos. Por isso, provável que você não vá precisar hidratar o cabelo diariamente, como antes, principalmente se seu cabelo for curto e/ou liso.

Quem tem o cabelo cacheado ou crespo foge dessa regra, porque como o fio é naturalmente mais seco, uma hidratação extra é importante pro cabelo ficar mais maleável, mais brilhante e pra ajudar a desembaraçar. A Mona Soares falou disso no post que ela fez aqui sobre beleza natural para mulheres negras, clica pra ler. Quem tem cabelo comprido também precisa de uma ajudinha, porque a oleosidade natural não dá conta de hidratar tanto cabelo.

Algumas das opções que eu falo ao longo do post: óleo vegetal de jojoba, gel modelador da Surya, condicionador da Ewé cremoso e sólido ;)

Hidratando com óleos vegetais


Você pode usar óleos vegetais pra hidratar os fios. Indico esse método pra todo mundo que sentir o cabelo ressecado. O único cuidado é escolher óleos vegetais que são capazes de serem absorvidos pelos fios do cabelo como óleo de jojoba, abacate, amêndoas ou coco.


  • Pra usar como finalizador, pingue 4-5 gotas de óleo na palma da mão, espalhe bem e vá aplicando nas pontas do cabelo. Use bem pouco pro cabelo não ficar com aspecto pesado. Só use se o cabelo for mais seco mesmo, porque se seu cabelo for muito oleoso pode ficar horrível!
  • Pra fazer uma hidratação mais intensa, passe 1 colher de chá ou de sopa (depende da quantidade de cabelo que você tem) no comprimento dos fios. Prenda em uma trança, em um coque ou o que você quiser e deixe agir – pode ser durante a noite de sono ou algumas horas. No outro dia lave com um xampu pra limpar o excesso de óleo.
  • Pra fazer uma máscara de tratamento, você pode bater 1 colher de chá de óleo vegetal com 1 colher de sopa de abacate, babosa ou mamão. Todos eles são ótimos pro cabelo! Aplique em todo cabelo, deixe agir por 30min e lave em seguida. Se precisar, faça mais quantidade.


Hidratando com condicionadores naturais


Existem versões artesanais ou industrializadas de condicionadores naturais. Eles precisam ser livres de derivados do petróleo, silicones, parafina líquida, sulfatos, conservantes agressivos (como parabenos), liberadores de formol, corantes e essências sintéticas.

Esse é o condicionador sólido da Ewé

Gosto MUITO dos condicionadores da Mona Soares, da marca Ewé Alquimias. Já usei as duas versões em creme em todas as ocasiões: logo após o xampu, como finalizador e até no cabelo seco. E ela também tem uma versão incrível sólida em barra agora. Estou esperando o meu em creme acabar para usar.

Não confie no marketing das marcas. Leia sempre os rótulos pra se certificar que não tem tranqueiras no seu condicionador.

Algumas marcas bem legais que têm opções de condicionadores naturais são:


Os condicionadores liberados pra low e no poo também são livres de vários ingredientes ruins, mas não são necessariamente naturais ou totalmente livres dos ingredientes que eu considero os piores. Muitos ainda usam conservantes pesados como BHT e BHA, emulsificantes, corantes de alcatrão de hulha e fragrância sintética. Leia antes a composição!

Rotina de hidratação


Minha rotina de banho tem sabonete e xampu naturais e em barra e condicionador natural a cada 2 ou 3 lavagens

Eu recomendo que você faça uma transição aos poucos dos cosméticos convencionais pros naturais, sempre começando pelo condicionador porque como eu falei aqui, os xampus sem sulfato não conseguem limpar os silicones e óleos minerais dos fios.

Quem tem cabelo oleoso, curto e/ou fino pode trocar o condicionador por um enxágue de vinagre a cada 2 ou 3 lavagens. Ele não hidrata os fios, mas ajuda a deixar ele sedoso e brilhante porque o pH do couro cabeludo é mais ácido assim como o vinagre. Se o cabelo ficar seco, pode fazer uma máscara de babosa, abacate e mamão sem óleo vegetal sempre que sentir necessário. Pra ajudar a controlar a oleosidade dos fios dá pra usar um enxágue de chá verde depois do xampu, ele tem poder secativo.

Já quem tem cabelo mais seco, fio mais grosso, cacheado ou crespo vai precisar manter o condicionador. Opte por um natural pra usar depois do banho (eu prefiro sem enxague, assim menos produto é desperdiçado) que já funciona pra desembaraçar os fios. Use um gel modelador de cachos ou o mesmo condicionador natural pra modelar os fios. Eu descobri um muito legal da Surya, esse aqui.

O mais legal é pensar em produtos que sejam multifuncionais, que tenham menos embalagem e que possam reduzir o lixo nessa etapa da beleza. Como a maioria dos produtos ainda vem embalada em plástico, é importante lembrar de limpar os potinhos antes de descartar pra coleta seletiva. E se você usar só um produto, até o final, já vai reduzir muito a quantidade de lixo aí na sua casa! :)

Leia também:

  • Como está sendo usar xampu sólido natural
  • Rotina natural e sem lixo de beleza & cuidados para os cabelos: lavando
Tá chegando o Carnaval e tá tudo mundo trabalhado no glitter e nas fantasias pra sair nos blocos de rua e se divertir! Mas eu tenho umas notícias ruins e outras boas pra vocês passarem esse feriado se divertindo sem gerar toneladas de lixo e ajudando a não poluir sua cidade. Porque, se tem uma coisa que acontece no final de cada dia de festa, é olhar o chão e estar tudo completamente sujo de embalagens de bebidas, restos de fantasias, copos, leques e brindes dessa época do ano. Vamos fazer cada um sua parte esse ano? Dá pra ser feliz, se divertir e não participar da sujeira. :)


Fotos da @thaismonteiro_fotografia para o Modices, acesso aqui.

Recuse os brindes


Nessa época é bem comum que patrocinadores de blocos, de festas e etc tenham copos, bandanas, camisetas, leques de papel entre outras mil coisas de brinde. Você não precisa de nada disso, diga não e evite que isso caia no chão durante a festa ou vire lixo imediatamente na quarta-feira de cinzas. Lembra que falei outro dia que recusar é a principal coisa que a gente tem que fazer pra reduzir o lixo em casa?

Leve seu copo para beber


Pode ser copo retrátil (o do Menos1Lixo tem um gancho que você pode prender na bolsa ou na sua roupa), pode ser caneca de festa que tem aí na sua casa, copinho de plástico resistente, de alumínio ou inox. Tanto faz. Carregue um com você pra não precisar usar copos descartáveis na hora de pedir um drink, cerveja, suco ou água.

Não esqueça do kit pra comer fora de casa


No Carnaval a gente passa hoooras na rua e chega um momento que a gente precisa comer. Leve guardanapos de pano e talheres pra pedir as comidas direto ali e evitar os plásticos e guardanapos descartáveis. Se você quiser ser esperto de verdade, leve comida de casa como umas bolinhas energéticas de castanhas + cacau + frutas secas. Tem algumas receitas desse tipo de lanche por aí na internet! ;)

Use bioglitter

Os bioglitters da Glitra Bio

Glitter é lindo, mas também é microplástico. Depois que ele escorre da gente com o suor, vai parar nas águas e é super prejudicial pros animais, pra vida selvagem e pra própria saúde dos rios e mares.  Existem algumas marcas que vendem bioglitter hoje em dia, alguns são minerais (feitos de mica) e outros são à base de algas, por exemplo. Separei algumas marcas que conheço que fazem:

Pense na fantasia com coisas que você já tem ou pode usar de novo


Uma fantasia que só vai ser usada esse ano e vai ficar parada tooodo o resto do tempo é um desperdício enorme de energia, matéria e dinheiro. Você pode fazer uma fantasia mais simples usando suas roupas mesmo (alô, maiô!); pode emprestar roupas de amigos que tenham as cores que você precisa; pode alugar uma fantasia (algumas lojas de alugam!) e pode focar em uma tiara com vários adereços. A tiara pode ser usada de novo outras vezes, você pode aproveitar as flores pra fazer um arranjo pra casa quando o Carnaval terminar, pode usar materiais naturais como flores, galhos, folhas. Depois é só colocar tudo na composteira que a natureza faz seu trabalho!

Na dúvida do que usar, dá uma olhadinha nesses posts incríveis desses blogs que adoro pra se inspirar:


O bioglitter da Pura Bioglitter

Prefira latinhas do que vidros


Na hora de beber cerveja, prefira as latinhas. Elas não quebram e não machucam ninguém, além de que nessa época os catadores tão nas ruas catando tudo, então é quase certo que elas irão pra reciclagem. Sempre jogue em lixeiros e não no chão! Se não tiver um lixeiro por perto, guarda em uma sacola ou bolsa até chegar em algum. 

Leve água de casa


Sol, calor e cerveja = desidratação. E, pra evitar jogar fora dezenas de garrafinhas d'água por dia de Carnaval, leve uma grande de casa. Vai ser mais pesada no começo, mas vai ficando mais leve conforme você for tomando. ;)

Com tudo isso você vai gerar pouco lixo, o que gerar vai ser reciclado (latinhas) ou compostado (fantasias e glitter). A diversão vai ser a mesma e a alegria e o orgulho de não ter gerado lixo vai ser imenso! <3 E você, me conta aí se vai conseguir seguir as dicas ou se tem outras sugestões?